Acidentes na Construção Civil: Como evitá-los?

acidentes na construção civil

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
infográfico práticas SSTPowered by Rock Convert

Entre todos os setores industriais do Brasil, a Construção Civil é um dos mais críticos no quesito acidentes de trabalho. Além disso, os acidentes na Construção Civil são também noticiados com bastante frequência nos meios de comunicação. E, uma das principais questões é como evitar e reduzir os acidentes na Construção Civil.

Observa-se que existem diversas Normas Regulamentadoras e uma modernização dos processos da área de Segurança e Saúde do Trabalho propostos com o objetivo de reduzir os acidentes na Construção Civil e melhorar os procedimentos de Gestão da SST.

Segundo os dados do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho (SmartLab), entre 2012 e 2018, foram registrados mais de 4,4 milhões de acidentes de trabalho no Brasil, dos quais 97 mil ocorreram na Construção Civil. Outro indicador alarmante também é o número de Acidentes com Óbito no mesmo período que totaliza mais de 31,9 mil acidentes no Brasil, dos quais 2.666 óbitos foram registrados pela Construção Civil, gerando uma média de 381 acidentes de trabalho fatais.

Total de Óbitos por Ano na Construção Civil – Período: 2012 – 2018

São estatísticas extremamente críticas, agravadas no setor construtivo pelo fato de possuir ambientes de trabalho diversificados, conforme, o tipo de construção ou canteiro de obras, e que terminam expondo os trabalhadores a diferentes riscos ambientais. Porém, os índices de acidentes de trabalho podem ser reduzidos desde que a indústria redobre a sua atenção e priorize à Segurança e Saúde do Trabalho em Canteiro de Obras.

Nos ambientes de trabalho da Construção Civil a prevenção de acidentes de trabalho é uma das primeiras medidas que devem ser tomada pelos profissionais da SST. Para que isso seja incorporado no dia a dia dos trabalhadores é necessário reunir informações sobre os principais riscos do ambiente de trabalho, estabelecer prioridades para o processo de implantação de ações preventivas, treinar os trabalhadores, entre outros aspectos. E é exatamente sobre isso que vamos discutir, acompanhe a seguir!

Os Acidentes na Construção Civil

Segundo o Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho (AEAT), em 2017 houveram 12.651 casos de trabalhadores que não retornaram ou retornaram com limitações ao trabalho, 1.000 destes casos foram na Construção Civil.

Já nas fatalidades, no mesmo ano ocorreram 2.096 acidentes fatais no Brasil, dos quais 272 vieram da indústria da construção, representando mais de 12% do total.

A taxa de mortalidade no trabalho no Brasil é de 5,21 mortes para cada 100 mil vínculos empregatícios no geral. No setor da construção esta taxa mais do que dobra, chegando a 11,76 mortes para cada 100 mil vínculos. Esses números podem ser maiores se considerarmos que existe também uma subnotificação na frequência de acidentes de trabalho (CAT) no Brasil, com uma média por ano de 22,63 % de acidentes de trabalho subnotificados.

A análise dos acidentes de trabalho realizadas a partir das informações repassadas na CAT permite identificar os agentes causadores, o tipo de lesões, as principais doenças ocupacionais, as partes do corpo mais frequentemente atingidas e o profissional que registra o acidente, conforme dados disponíveis no próprio SmartLab.

Com uma visão crítica do ambiente de trabalho e associada as irregularidades da SST mais comuns na Construção Civil é possível concluir que os principais tipos de acidentes de trabalho registrados no Brasil, todos os anos, poderiam ter sido evitados, principalmente, nos Canteiros de Obras com uma gestão pró-ativa para a Segurança e Saúde do Trabalho.

Um bom meio de evitar acidentes é entender quais são os mais comuns e como eles ocorrem, informações que permitem prevenir cada um deles e garantir uma qualidade de vida maior nos ambientes de trabalho.

Banner acidentes de trabalhoPowered by Rock Convert

Quedas de Altura

construção

Segundo dados do INSS, em 2017, a Queda de Altura provocou o registro de 37.057 CAT’s, das quais 161 foram de acidentes com óbito. As quedas são ocorrências comuns em diversos setores, porém, acontecem com mais frequência em Canteiros de Obras.

Sendo um dos tipos de acidente que mais resultam em fatalidades, pode decorrer de diversas causas, como:

Como evitar?

  • Uso de EPI’s contra quedas: Arnês, cinturão anti-queda com talabarte, cinto tipo paraquedista, etc;
  • Controle adequado dos EPI’s: Conferir se todos estão usando, manutenção, higienização, cuidado com a validade, etc;
  • EPC’s contra quedas: Guarda-corpo nas beiradas, redes e cavaletes de proteção próximos a buracos, corrimãos;
  • Manter o canteiro de obras organizado e limpo e implantar práticas do Lean Safety;
  • Implantação de Sinalização de Segurança: Placas indicando buracos e as beiradas.

Choque Elétrico

Ao considerar as atividades relacionadas com a Construção Civil observa-se que os profissionais que atuam como Eletricista de Instalações, com 14% de frequência, seguido pelos eletricistas de manutenções eletroeletrônica que registra 12%, Serventes de obras com 12%, Pedreiro, 9%, Eletricista de instalações (edifícios) com 6% e Soldador com 5%, totalizam 58% dos acidentes de trabalho decorrentes do choque elétrico, no período de 2017 e 2018.

Ocupações mais Frequentemente Citadas nas Notificações de Acidentes de Trabalho

O choque elétrico é um acidente extremamente comum em serviços de manutenção e nos próprios Canteiros de Obras, geralmente causado por:

  • Instalações elétricas precárias;
  • Uso inadequado ou falta de EPI;
  • Diversos equipamentos ligados na mesma extensão.

Como evitar?

  • Uso de EPI’s contra choques elétricos: Luvas de couro sobrepondo luva isolante de borracha, capacete classe B, botinas de segurança;
  • Adotar os procedimentos estabelecidos pela NR 10 – Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade;
  • Não ligar diversos equipamentos na mesma extensão;
  • Checar o estado das fiações rotineiramente.

Perdas Auditivas pelo Ruído

Segundo especialistas, ficar exposto de forma contínua, a ruídos acima de 85 decibéis por 8 horas ou mais já pode ser nocivo e para ruídos acima de 95 decibéis, a exposição por mais de 2 horas também já causa danos.

Um canteiro de obras é um ambiente barulhento e em muitos casos, o trabalhador fica exposto a ruídos que podem ser prejudiciais à sua audição, em grande parte dos casos devido aos agentes físicos (ruído elevado dos equipamentos), agentes químicos (poeiras, fumos metálicos, compostos químicos como cimento), biológicos (fungos, bactérias, vírus, bacilos), ferramentas manuais inadequadas ou com defeitos, máquinas e equipamentos usados nas obras (furadeiras, serras, betoneiras, etc) sem proteção.

Agentes Causadores que Atingem o Ouvido do Trabalhador na Construção Civil – Fonte: SmartLab (2020)

Como evitar?

  • Isolamento da fonte do ruído com cabines isolantes;
  • Monitorar a perda auditiva e saúde do trabalhador;
  • Promover a manutenção de máquinas e equipamentos;
  • Adotar os requisitos estabelecidos pela NR 12 – Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos;
  • Uso de EPI contra ruídos: Protetores auriculares.

Dermatoses e Alergias

homem assentando tijolos

Durante quase todas as etapas da obra, os trabalhadores são expostos a agentes que podem causar diversos tipos de alergias, sendo um tipo de acidente bastante comum e silencioso na saúde do trabalhador. Na grande maioria das vezes é causado por exposição a:

  • Tinta;
  • Cimento;
  • Poeira do corte de madeira e azulejos;
  • Produtos químicos: Tinner e outros solventes; e
  • Exposição ao Sol nas situações que o trabalho é executado ao céu aberto.
impactos do calor no ambiente de trabalhoPowered by Rock Convert

Como evitar?

  • Uso adequado de EPI’s: Luvas, mangotes, protetores respiratórios e faciais;
  • Adotar os procedimentos propostos pela NR 21 – Trabalhos a Céu Aberto.

LER e DORT’s

homem carregando peso

As Lesões por Esforço Repetitivo e os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho são umas das Doenças Ocupacionais mais comuns em qualquer setor.

São doenças que atingem trabalhadores que realizam movimentos repetitivos rotineiramente e carregam pesos elevados e as causa mais comuns são:

  • Falta de cuidados com ergonomia;
  • Dupla jornada de trabalho;
  • Estresse.

Como evitar?

  • Conscientizar os trabalhadores sobre cuidados com a postura;
  • Carregar objetos muitos pesados em mais de uma pessoa;
  • Alongamentos e ginástica laboral;
  • Pausas durante a jornada de trabalho;
  • Cuidados com a ergonomia.

A cultura de Segurança do Trabalho para evitar acidentes na construção

Algumas ações relacionadas a implantação de uma Cultura de Segurança do Trabalho podem ser extremamente efetivas na prevenção de acidentes nos canteiros de obras, e em conjunto com as dicas para evitar os acidentes citados acima podem realizar uma boa manutenção na segurança do ambiente.

Algumas ações que devem ser adotadas nos canteiros de obras são:

  • Implementação de uma CIPA: A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes é obrigatória em qualquer ambiente de trabalho, prevista pela NR 05;
  • Organização da SIPAT: Realize o evento anualmente e aborde temas pertinentes à manutenção da segurança e à prevenção de acidentes nos canteiros de obras;
  • Aplique o DDS: O diálogo é extremamente importante para a conscientização, reserve uma hora no início do expediente e aborde temas sobre SST;
  • Forneça treinamentos periódicos: Forneça todos os treinamentos adequados ao ambiente da construção civil, principalmente sobre ações de segurança e EPI’s.
  • Use a tecnologia mobile para automatizar os processos de controle de entrega de EPI’s, executar inspeções de SST, monitorar a saúde dos trabalhadores e outras medidas preventivas que reduzem os acidentes de trabalho na Construção Civil.

Fique por Dentro da Nossa Tecnologia

Veja como a nossa tecnologia ajuda a melhorar o desempenho da área de SST na indústria no Canal OnSafety. Também podemos agendar uma reunião para apresentar os benefícios do Sistema OnSafety, será uma conversa rápida e produtiva.

Ajuda