ISO 19011 SST

ISO 19011 e as mudanças na segurança do trabalho

Para melhorar o processo de gestão da Segurança e Saúde do Trabalho (SST) será necessário desenvolver um programa de auditoria. Um programa de auditoria é um mecanismo que garante os resultados e desempenho do processo Sistema de Gestão da SST (SGSST). Neste sentido, a Norma ISO 19011:2012 oferece orientações sobre os programas de auditorias internas e externas de sistemas de gestão.

ISO 19011:2012 – Diretrizes para Auditoria de Sistemas de Gestão

O objetivo da ISO 19011:2012 é orientar profissionais (auditores) ou organizações que implementam sistemas de gestão (qualidade, ambiental), neste caso também pode ser incluído o SGSST, que precisam realizar auditorias e otimizar a integração dos próprios sistemas.

A ênfase da Norma é que a auditória seja baseada em riscos estratégicos, do negócio, operacionais e do próprio sistema de gestão da organização. Na Auditoria Baseada em Riscos (ABR) é necessário garantir a integração dos objetivos da qualidade, meio ambiente e SST. Informações que permitirão priorizar as atividades de auditoria, as áreas que serão auditadas e avaliar o processo de Gestão de Riscos.

Princípios do Processo de Auditoria

Existem seis princípios propostos para direcionar o papel dos auditores e os gestores do SGSST e do próprio programa de auditoria da empresa:

  1. Integridade: voltado para o fundamento do profissionalismo do auditor ou pessoa que gerencia um programa de auditoria.
  2. Apresentação justa: é necessário que as informações da auditoria reflitam com veracidade e precisão as atividades do processo de auditoria.
  3. Devido cuidado profissional: aplicado a capacidade de julgar as atividades auditadas.
  4. Confidencialidade: garantir a segurança da informação.
  5. Independência: auditores devem assegurar que as conclusões e constatações da auditoria são baseadas em evidências ou fatos.
  6. Abordagem baseada em evidência: desenvolvimento de um método baseado em fatos. Um método para coleta de evidência é a Rota de Segurança.

Impacto da ISO 19011:2012 na Segurança e Saúde do Trabalho

É necessário que os profissionais da área de SST integrem seu conhecimento e desenvolvam habilidades para aplicar um programa de auditoria ao SGSST, atendendo as diretrizes da ISO 19011:2012. Para melhorar a atividade de auditoria será necessário que o auditor ou avaliador da área de SST desenvolva as seguintes habilidades e competências:

  • Conhecimento dos requisitos legais das Normas Regulamentadoras (NR’s) e Normas Específicas que impactam ou são consideradas na SST da indústria e sistemas de valores de limite de exposição ocupacional;
  • Domínio dos métodos, técnicas, ferramentas e/ou processos e práticas da área de SST aplicados a análise dos riscos que o trabalhador está exposto no ambiente de trabalho, assim como, estratégias para eliminar ou minimizar exposições e entendimento de informações médicas (terminologia médica suficiente para entender dados relativos à prevenção de dados e doenças);
  • Capacidade de gestão de riscos, identificação de situações perigosas, avaliação de riscos e determinação de mecanismos de controle e comunicação aplicados no ambiente de trabalho. Conhecimento de métodos e técnicas que permitam avaliar e controlar os próprios riscos associados com o programa de auditoria;
  • Planejar e gerenciar o Programa de Auditoria do SGSST. Ainda, adquirir conhecimento para desenvolver o Sistema de Gestão Integrado (SGI) envolvendo as Normas NBR ISO 9001:2015; NBR ISO 14.001:2015 e OHSAS 18.001:2007;
  • Identificar fatores que afetam os resultados dos trabalhadores no ambiente de trabalho, tais como, fatores físicos, químico e biológicos, bem como gênero, idade, deficiência ou outros fatores de saúde ou psicológicos;
  • Conhecimento sobre métodos para encorajar o envolvimento e a participação dos integrantes da força de trabalho, avaliação e investigação de incidentes, monitoramento e relato sobre o desempenho de saúde ocupacional e segurança;
  • Uso de práticas de avaliação de desempenho da saúde ocupacional e segurança, medições proativas e reativas, e determinação e uso de informações relacionadas à saúde (aspecto de confidencialidade). Para mais detalhes sobre como monitorar e medir a SST veja no link.

Para promover a produtividade e qualidade das informações do auditor será necessário o uso da Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC’s). As TIC’s promovem a tomada de decisão baseada em evidência e melhoram o programa de auditoria e o próprio SGSST. Para mais informações sobre o Sistema OnSafety, clique aqui.

Comments:0

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.