Observatório SST

Diagnóstico da Saúde e Segurança do Trabalho no Brasil

É imprescindível para um bom planejamento, que haja informações a respeito do cenário que estamos inseridos. Acompanhe esta análise realizada pela nossa Equipe OnSafety a respeito da Saúde e Segurança do Trabalho no Brasil.

Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho

Em 2017, foi lançado no Brasil o Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, cujo objetivo é apresentar dados do número de notificações de acidentes de trabalho, mortes acidentárias, dias de trabalhos perdidos, entre outras informações por município e estado no período de 2012 – 2016. É uma iniciativa desenvolvida pelo Smartlab a partir de uma parceria entre a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e Ministério Público do Trabalho (MPT).

Os dados retirados da ferramenta on-line indicam que no Brasil, no período de 2012 até o dia 17/05/2017, foram mais de 274 milhões de dias de trabalho perdidos com afastamentos previdenciários. Em termos de gastos da previdência com benefício acidentários (Auxílio Doença Acidentário – B91) já é totalizado mais de 12 bilhões de reais. Associado ao impacto econômico e produtivo também existem duas estatísticas que relacionam os mais de 3 milhões de acidentes registrados com as mais de 13 mil mortes acidentárias notificadas, índices alarmantes (Figura 1) que demonstram a urgência de buscar programas de melhoria contínua que garantam a redução de acidentes de trabalho e dos custos operacionais nas indústrias.

mapa do observatório digital, smartlab
Figura 1 – Mapa do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho – Data: 17/05/2017 – 15:45
Fonte: Smartlab (2017)

Geolocalização de Acidentes por Atividade Econômica

Com os dados disponíveis no Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho é possível concluir que 76.16% dos acidentes de trabalho no Brasil ocorrem em indústrias instaladas nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, distribuídos respectivamente em 37.35%, 10.16%, 8.03%, 7.87%, 7.62% e 5,13%, no período de 2012-2016. Estatísticas de Comunicações de Acidentes de Trabalho (CAT) formais por Estado que devem priorizar ações fiscalizadoras das agências governamentais e uma avaliação mais sistemática dos programas e ações preventivas da Segurança e Saúde do Trabalho (SST) no ambiente industrial.

A nossa Equipe OnSafety também analisou, no período de 2012-2016, as atividades econômicas com registros de CAT e observou que apenas 12 tipos de industriais do total de 668 são responsáveis por 27,93% dos acidentes de trabalhos. As mesmas atividades econômicas têm um Índice de Despesa Previdenciária no INSS de 28,53% do total listado para o período pelo Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho. Uma visão do comportamento das variáveis de Quantidade de CAT e Despesas por Afastamento Previdenciários – B19 do INSS para as 12 atividades econômicas observadas é destacada na Figura 2.

gráfico de impactos econômicos dos acidentes de trabalho por atividade
Figura 2 – Visão dos Impactos Econômicos dos Acidentes de Trabalho por Atividade Econômica
Fonte: Smartlab (2017)

O painel de geolocalização dos acidentes de trabalho e as 12 atividades econômicas destacadas indicam que existe uma necessidade de melhorar os processos de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho das indústrias localizadas em regiões consideradas mais desenvolvidas e com uma maior concentração de trabalhadores. Para iniciar um processo de transformação da Cultura de Segurança é fundamental adotar métodos gerenciais e tecnologias que apoiem a tomada de decisão dos profissionais que atuam na área SST.

Pesquisas indicam que proteger a imagem da empresa, buscar a melhoria contínua dos processos operacionais e dos produtos, aumentar a produtividade e assegurar a saúde do trabalhador são os principais motivos que levam a indústria a implantar um Sistema de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho. Por outro lado, os obstáculos que devem ser superados são relacionados com o tamanho da indústria, as características das atividades industriais, a resistência a mudança de cultura e falta de informação das pessoas, entre outros.

Conheça o OnSafety,

uma solução em Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho

Referências

OBSERVATÓRIO DIGITAL DE SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO – Smartlab de Trabalho Decente MPT – OIT. Frequência e Achados. 2017. Disponível em: http://observatoriosst.mpt.mp.br/. Acesso em: 17/05/2017.

Comments:0

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.