Séries transportes

Saúde Ocupacional e Segurança no Transporte Rodoviário

infográfico cultura de segurançaPowered by Rock Convert

Nossa equipe preparou uma nova série de 4 publicações abordando os riscos de acidentes de trabalho que são registrados nas rodovias do Brasil, principalmente, caracterizamos o registro relacionado com o Transporte de Cargas Rodoviário.

Nosso objetivo é contribuir com informações que subsidiam a tomada de decisão dos profissionais que atuam na área de Segurança e Saúde do Trabalho de transportadoras, cooperativas e/ou fornecem suporte aos caminhoneiros autônomos. Uma boa leitura.

Riscos de Acidentes nas Rodovias do Brasil

A pesquisa realizada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), em 2018, indica que 57% das rodovias brasileiras apresentam algum tipo de problema relacionado com a pavimentação, sinalização e geometria da via. A CNT também identificou que houve um crescimento de 25% no número de trechos críticos, 454 – distribuídos entre queda de barreira, ponte caída, erosão na pista e buraco grande, nos 107.161 km analisados.

As rodovias no país demonstram um número elevado de acidentes e aumentam os custos operacionais das empresas, consequentemente, gerando prejuízos para a sociedade. São acidentes que provocam um número elevado de vidas perdidas, um custo logístico e impactos sociais negativos. A pesquisa realizada pela CNT também identifica que as dez melhores ligações rodoviárias do país passam por São Paulo e são constituídas de rodovias concessionadas.

Dados da Polícia Rodoviária Federal, demonstram que nas rodovias federais brasileiras ocorreram 89.396 acidentes e 6.243 óbitos, o que equivale à queda de um Boeing 737 (capacidade de 215 passageiros) a cada dez dias, em 2017. Neste cenário, o mais crítico e alarmante é o número exorbitante de vidas perdidas por acidentes, eventos que poderiam ser evitados com ações efetivas de manutenção, adequação e construção, além de fiscalização eficiente e educação nas rodovias.

Acidentes com vítimas

A distribuição do número de acidentes com vítimas em rodovias federais policiadas por região indica que o Sudeste, Sul e Nordeste são as mais críticas. Especificamente, Minas Gerais (14,6%), Santa Catarina (12,0%) e Paraná (11,6%) concentram o maior número de acidentes com vítimas. Ao mesmo tempo São Paulo é o estado que apresentam as 10 melhores rodovias do país e Minas Gerais é o estado com a maior malha rodoviária, conforme dados disponível na Pesquisa CNT de Rodovias 2017.

Banner acidentes de trabalhoPowered by Rock Convert

Em 2017,  os principais tipos de veículos envolvidos nos acidentes que causaram morte foram o automóvel, a motocicleta e o caminhão, com 49%, 27% e 12%, respectivamente. E os principais tipos de acidentes dos veículos foram a colisão (58%), saída da pista (14%), capotamento / tombamento (12%) e atropelamento (7%).

Destaca-se que os fatores contribuintes de um acidente viário são o fator veicular (falta de manutenção), humano (comportamento inadequado na via) meio ambiente (condições climáticas adversas), viário (condições inadequadas da rodovia), institucional/social (dificuldade para fiscalização) e socieconômico (elevado fluxo de veículos e modo de direção inadequado).

A nossa equipe OnSafety destaca as principais características do transporte rodoviário de carga realizada por caminhões e os impactos que os acidentes de trabalho causam nas empresas e sociedade.

O próximo post abordará os Acidentes do Trabalho no Transporte Rodoviário de Carga e será publicada na semana que vem. Na publicação destacamos os impactos dos acidentes no Transporte Rodoviário nos últimos três anos, 2015, 2016 e 2017. O objetivo é conscientizar e chamar atenção sobre a quantidade de vidas perdidas de trabalhadores nas rodovias do Brasil.

Enquanto isso, veja como a nossa tecnologia ajuda a melhorar o desempenho da área de SST na indústria no Canal OnSafety. Quer saber mais sobre o OnSafety? Fale com um dos nossos atendentes!


Comments:1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ajuda