Sáude ocupacional e segurança no transporte rodoviário

Recomendações para o Transporte Rodoviário de Carga

Riscos gerais ao trabalhar com Transporte Rodoviário de Carga

Para proporcionar um ambiente de trabalho mais seguro aos profissionais ou trabalhadores é fundamental, primeiro identificar, riscos aos quais os motoristas estão expostos. A seguir, destacamos e caracterizamos os riscos no ambiente de trabalho:

  • Riscos Físicos: são associados a agentes do ambiente como, por exemplo, excesso de ruído, proveniente do motor ou ambiente externo, vibrações por trepidação do veículo, associadas às estradas ou a condições inadequadas do veículo;
  • Riscos Químicos: são associados a agentes químicos como substâncias como graxas, combustível, óleos ou gases expelidos pelos veículos, como é o caso do monóxido de carbono. Além disso, motoristas que transportam produtos químicos possuem esse risco associado a vazamentos do produto, por exemplo;
  • Riscos Biológicos:  são associados aos agentes biológicos, ou seja, que podem ser capazes de provocar danos à saúde. Ao estarem em contato com muitas pessoas e ambientes diferentes, os motoristas também estão sempre expostos a vírus, bactérias e outros organismos causadores de doenças;
  • Riscos Ergonômicos: estão associados às condições de execução das atividades do trabalhador. No caso dos motoristas, por passarem grande parte do dia sentados dentro do caminhão, os motoristas estão sujeitos a situações que podem gerar transtornos como: postura inadequada na direção, condições inadequadas de temperatura no interior do veículo, monotonia e repetitividade da tarefa e extensão da jornada de trabalho;
  • Riscos de Acidente nas Rodovias: podem estar relacionados às condições da rodovia (riscos de acidentes na rodovia), com o comportamento do próprio motorista e com as condições do veículo, principalmente, na hora de executar uma inspeção de carga, manutenção do motor, freios, pneus, luzes, ar condicionado, entre outras.

Dentre os riscos associados à profissão de motorista, o risco de acidentes nas rodovias pode ser considerado como o principal deles, uma vez que tem o potencial de ser fatal. Estatísticas mostram que em média 17 pessoas por dia perderam a vida nas rodovias federais, em 2017, e diversas causas ou motivos são associados aos acidentes.

Principais riscos e recomendações ao trabalhar com Transporte Rodoviário de Carga

A nossa Equipe OnSafety destaca as principais causas e, o mais importante, algumas recomendações para evitar que elas aconteçam.

  • Imprudência dos motoristas, como velocidade incompatível com a via. O excesso de velocidade é a segunda infração de trânsito mais cometida, atrás apenas do uso do celular ao dirigir. Além de aumentar a probabilidade de acidentes, o excesso de velocidade, aumenta a gravidade dos mesmos. Por isso, seja um motorista consciente e prudente. Dirija sempre na velocidade recomendada. Em dias de chuva, reduza a velocidade. Pratique sempre a direção defensiva. Esteja sempre atento ao ambiente a sua volta, procure antecipar os movimentos dos outros motoristas.
  • Falta de atenção. A falta de atenção é uma das principais causas de acidente no mundo todo. De acordo com a instituição NHTSA (Administração Nacional de Segurança Viária) dos Estados Unidos, o uso de celular aumenta em 400% o risco de sofrer um acidente de trânsito. Então, cuidado com as distrações. Nunca use o celular enquanto dirige. Poucos segundos olhando para a tela já são suficientes para que um acidente ocorra. Ajuste o ar condicionado, rádio e GPS antes de começar a viajar.
  • Cansaço, fadiga e estresse. Dados da Associação Brasileira de Medicina e Tráfego (ABRAMET) apontam que sono e cansaço representam 60% dos acidentes de trânsito do país. Para evitar esse tipo de acidentes, planeje bem a viagem, conheça o caminho que irá fazer e se programe para realizar paradas em locais adequados. Antes de dirigir, evite comidas pesadas, pois a digestão causa sonolência. Tenha cuidado com medicamentos que podem gerar cansaço ou sono. E claro, se estiver com sono ou cansado, pare e descanse.
  • Excesso de carga. o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran), destaca que um caminhão com excesso de carga tem a eficiência dos freios reduzida pela metade. Além disso, o excesso de carga facilita a ocorrência de acidentes como o tombamento. Por isso, fique atento ao peso máximo permitido para o caminhão e nunca trafegue com o veículo acima da capacidade máxima permitida. A segurança nas estradas é responsabilidade de todos nós. Cuide da sua vida e da vida das outras pessoas nas estradas.
  • Falta de manutenção do veículo. Um dos desafios nas empresas que atuam no transporte rodoviário de cargas é manter em dia a manutenção da frota. Isso está relacionado com a necessidade de transportar mercadorias com distâncias longas, a característica da carga, cumprir prazos ou agendas de entregas / embarques e promover bons resultados financeiros. É necessário adotar procedimentos que determinem a prioridade de manutenção dos veículos e mantenha atualizada a própria manutenção preventiva, reduzindo com isso a probabilidade de falhas mecânicas em situações de risco.

Outros fatores que causam acidentes viários

Outros fatores contribuintes ou causas de um acidente viário são o fator veicular (falta de manutenção), humano (comportamento inadequado na via) meio ambiente (condições climáticas adversas), viário (condições inadequadas da rodovia, falta sinalização e geometria inadequada para circulação de veículos com carga), institucional/social (dificuldade para fiscalização) e socieconômico (elevado fluxo de veículos e modo de direção inadequado), conforme apontado no relatório da pesquisa de Acidentes Rodoviários e Infraestrutura, conduzida pelo CNT (2018).

A nossa última reportagem traz uma série de 18 recomendações que ajudam a promover a segurança e saúde do trabalho nas transportadoras. Fique atento que será publicada na próxima semana. Vamos destacar um conjunto de ações preventivas para promover no ambiente das transportadoras, cooperativas ou entre os profissionais autônomos com o objetivo de promover uma Cultura de Segurança do Trabalho e atender os requisitos mínimos da Inspeção do Trabalho.

Enquanto isso, veja como a nossa tecnologia ajuda a melhorar o desempenho da área de SST na indústria no Canal OnSafety. Quer saber mais sobre os benefícios do OnSafety? Fale com um dos nossos atendentes!

Comments:1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.