operários em uma indústria

Por que ter Certificação em Segurança do Trabalho na Indústria?

A Certificação em Segurança do Trabalho para a indústria serve para demonstrar que medidas de segurança no ambiente ocupacional são aplicadas e atendem requisitos internacionais de um modelo de gestão eficiente.

A aplicação de uma norma internacional na indústria brasileira como, por exemplo, a ISO 45001:2018, além de colaborar para a implantação de medidas eficazes em segurança do trabalho, prevenindo e reduzindo riscos; sem dúvida diminui custos por afastamentos e aumenta a produtividade das empresas, por meio da otimização de tempo em seus processos.

Outro benefício é que a empresa se destaca no mercado nacional e até internacional, onde ganha vantagens competitivas por demonstrar comprometimento, ética e responsabilidade interna. Ainda, caracteriza o atendimento e cumprimento de requisitos mínimos obrigatórios que garantem a segurança e saúde do trabalhador.

Acidentes de Trabalho, segundo a OIT.

A necessidade de se aplicar a norma é mundial e pode ser percebida pelos números de acidentes de trabalho registrados em diversas plataformas.

De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a cada ano ocorrem 2,78 milhões de acidentes fatais no mundo. Isso representa 7.700 mortes diárias por doenças ou acidentes relacionados ao trabalho.

Se considerarmos a média de acidentes e doenças não fatais relacionadas ao trabalho, a cada ano, o número chega próximo a 374 milhões. A maior parte desses incidentes acabam gerando afastamento de trabalho, trazendo prejuízos para a sociedade e empresa.

Certificação em Segurança do Trabalho – ISO 45001:2018.

A ISO 45001:2018 é a norma internacional de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional (GSSO) que substituí a OHSAS 18001. A norma está alinhada com outros padrões de gerenciamento como a ISO 9001:2015 – Gestão da qualidade e ISO 14001:2015 – Gestão Ambiental.

O objetivo principal da ISO 45001:2018 é diminuir o número de acidentes, lesões e óbitos que ocorrem durante o trabalho, proporcionando mais saúde e qualidade de vida de seus colaboradores.

Os custos relacionados a acidentes e doenças ocupacionais não estão restritos apenas aos empregadores, mas interferem na economia global, gerando ônus para a previdência social, aposentadorias precoces e afastamentos.

Esta norma internacional foi construída com base o ciclo PDCA de melhoria contínua, cujo modelo de gestão é constituído com os princípios de planejamento, execução, avaliação (controle) e melhorias (lições aprendidas). Funciona como uma estratégia operacional e é fundamental para a construção de uma estrutura sólida em Saúde e Segurança do Trabalho (SST).

Vantagens da Certificação em Segurança do Trabalho – ISO 45001:2018.

A Certificação em Segurança do Trabalho – ISO 45001:2018 para a indústria visa:

  • Estabelecer uma política de Saúde e Segurança Ocupacional (SSO).
  • Aumentar o envolvimento da alta gerência nos processos internos de SSO.
  • Desenvolver uma cultura de Saúde e Segurança Ocupacional em todos os níveis da organização.
  • Melhorar os processos quanto a aplicabilidade de medidas de segurança do trabalho.
  • Ampliar a participação dos colaboradores quanto à saúde e segurança do trabalho através da comunicação.
  • Aumentar a conscientização a respeito da segurança do trabalho em todos os níveis da organização.
  • Melhorar a imagem da organização perante a sociedade.
  • Reduzir risco de multas e ações trabalhistas.

Recomendações para Certificação ISO 45001:2018

Conheça a Norma.

O primeiro passo para implementar e obter a certificação ISO 45001:2018 é se inteirar sobre a norma, cuja versão em português pode ser adquirida pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Analise o contexto organizacional.

Observe as necessidades gerais da organização e registre-as. Planeje e elabore um plano de ação – que vai desde a preparação da organização para obter a certificação até sua execução; especificando prazos e responsáveis.

Capacitação de liderança e colaboradores.

É preciso treinar todos os níveis da organização quanto às orientações da ISO. Considera-se estabelecer uma relação entre o real e o ideal, ouvindo sugestões dos colaboradores.

Planeje e execute.

Após o levantamento de ações prepare documentações, critérios, regras de procedimentos e implemente medidas de acordo com um plano de ação. Estipule prazos e custos necessários em cada etapa do processo de implantação.

Realize uma auditoria interna.

Após a implantação das medidas de segurança, faça uma vistoria com profissionais capacitados considerando a ISO 45001:2018.

Aplicar medidas corretivas.

Após a auditoria, é hora de corrigir eventuais não conformidades e aplicar melhorias, considerando também análise crítica da alta gerência.

Obter certificação junto a órgão certificador.

Após a correção, acorde o processo de certificação ou migração ISO 45001:2018. Considere o período e o método de auditoria.

A nova era da informação exige das empresas uma série de medidas e a primeira delas é o aperfeiçoamento do Sistema de Gestão de Segurança do Trabalho.

 

Veja como o OnSafety pode ajudar a gerenciar os requisitos exigidos por Normas Certificadoras

Com a digitalização, as novas tecnologias e o acesso a novas ferramentas surgem novas oportunidades para o gerenciamento eficaz da saúde e segurança do trabalho. 

Fique por dentro e saiba mais sobre o novo padrão de SST proposto pela ISO 45001:2018.

Comments:0

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.